Mostrando postagens com marcador Itália. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Itália. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Florença III

  
English
Español
Basílica de San Lorenzo e Capela de Médici, Florença - Itália
Explorando a Basílica de San Lorenzo e a Capela de Médici em Florença

Foto de enwikipediaorg
Vista da Basílica de San Lorenzo e da Capela de Médici - Florença, Itália
Veja também

  Contando um pouco da cidade, como chegar, onde ficar e como explorá-la

  Catedral Santa Maria del Fiore, explorando esse magnífico símbolo renascentista italiano

O conjunto formado pela Basílica de San Lorenzo e a Capela de Médici está localizado na Piazza di Madonna Degli Aldobrandini, em Florença.



Clique no mapa (Mais opções) para ampliar e ver os pontos em destaque neste post

A Basílica de San Lorenzo foi uma igreja paroquial da família Médici, família tradicional e líder na região da Toscana, da qual saíram nada menos que quatro papas da igreja católica, Papa Leão X, Papa Clemente VII, Papa Pio IV e Papa Leão XI.

Photo from ptwikipediaorg
Papa Leão X, construtor da Basílica de São Pedro no Vaticano 
Seu estilo Clássico Renascentista data de 1.419, e foi concebido por Filippo Brunelleschi. A sua conclusão ocorreu em 1.460 por Antonio Manetti, que respeitou fielmente o projeto original.

Photo from enwikipediaorg
Basílica de San Lorenzo, com a estátua de Giovanni dalle Bande Nere, pai do granduca Cosimo I de' Medici

Seu imenso domo, ou cúpula, com design de Bernardo Buontalonti, foi baseado em modelos de Alessandro Pieroni e Matteo Nigetti, lembrando o do Duomo (Cattedrale di Santa Maria del Fiore).

Photo from wwwstudybluecom
Vista externa da cúpula
Photo of Chorkuppel_San_Lorenzo_Florenz wiki
Vista interna da cúpula
Um século depois, Michelangelo apresentou novos projetos para a fachada, que nunca foi terminada por ele. Seu interior sóbrio, apresenta a planta baixa em forma de uma Cruz Latina.

Planta
Planta baixa da Basílica, destacando o formato de cruz latina, em vermelho
Michelangelo também projetou a Biblioteca e sua bela escadaria, o luxuoso Mausoléu dos Médici, a Cappella dei Principi. No altar-mor fica um crucifixo de mármore de Baccio da Montelupo

Photo from wwwwgahu
Interior da Cappella dei Principi
Vista externa da Cappella dei Principi
Photo of Mario 7474-Italy
Biblioteca  Medicea Laurenziana
Um lindo jardim de formas geométricas, conhecido como Jardim do Claustro, possui romãzeiras e laranjeiras, na mais perfeita harmonia.

Photo of I, Sailko
Jardim do Claustro
Dentre tantas belíssimas obras se destacam, na nave central, o belíssimo Púlpito de Donatello, em bronze, Dor e Paixão de Cristo e a Glória da Ressurreição.

Photo from itwikipediaorg
Púlpito de Donatello
Na nave dianteira, sobre o segundo altar, podemos admirar os Esponsais de Maria do pintor Rosso Fiorentino, de 1523, e ao fundo, um tabernáculo de mármore esculpido por Desiderio da Settignano.

Photo from enwikipediaorg
Os Esponsais de Maria, de Rosso Fiorentino
Para visitar a Capela, é preciso dar a volta por fora da Basílica e entrar pelos fundos. O bilhete é outro. As Capelas são divididas em três áreas distintas.
Atrás do saguão de entrada, fica a Cripta destinada aos túmulos dos membros menos conhecidos da família Médici; desse ponto, você encontra uma escada que leva à Capela Dei Principi, o grande Mausoléu Médices, de forma octogonal.
A família Médici gastou fortunas em seus ornamentos, toda decorada com pedras semipreciosas. Poucos lugares de Florença apresentam decoração tão luxuosa e bela.


Daí um corredor leva à Nova Sacristia, com três esculturas belíssimas, todas esculpidas por Michelangelo, entre 1.520 e 1.534. E elas ficam ao redor da sala.
A decoração de Donatello para a Antiga Sacristia contrasta com o desenho da Nova Sacristia de Michelangelo, um verdadeiro deleite.

Sacristia Velha
Sacristia Nova, túmulo de Juliano di Medici, de Michelangelo
O horário de visita é das 10:00 às 17:30 todos os dias. Nos feriados e domingos, abre das 13:30 às 17:30, de março a outubro. De novembro a fevereiro, é fechada todos os domingos.
Os preços das entradas são:
€ 5,00 para a Basílica
€ 7,00 para a Basílica e Biblioteca Medicea Laurenziana

Se quiser mais informações ou comprar os ingressos, acesse o site oficial da Opera Medicea Laurenziana, ou da Cappelle Medicee.

Photo of DJORDJE

Quando estiver em Florença, não deixe de visitar a bela Basílica de San Lorenzo e apreciar as obras que ela oferece.
Ciao!!!

Veja também      

 Contando um pouco da cidade, como chegar, onde ficar e como explorá-la.

   Catedral Santa Maria del Fiore, explorando esse magnífico símbolo renascentista italiano. 

   Explorando a belíssima região toscana

   Visitando a belíssima cidade medieval


domingo, 7 de fevereiro de 2016

San Gimignano

San Gimignano, Itália
San Gimignano, visitando e explorando essa bela cidade medieval da Toscana, onde se destacam seus arranha-céus do século XII e XIII e o melhor sorvete do mundo.
foto de italyguidesit
Vista de San Gimignano, Toscana
San Gimignano é uma cidade da Toscana, com uma população de pouco mais de 7 mil habitantes, cujo auge se deu na idade média, quando rivalizava poder na região com Florença e Siena.

Como chegar
Se estiver de carro (veja as opções de locação na Rentalcars), chegando do norte, de Firenze para San Gimignano pela auto estrada A1, saída Certosa; pela auto estrada, pegar a estrada Firenze-Siena até Poggibonsi Nord, saída para San Gimignano. São cerca de 53 km de viagem.
Se preferir uma viagem um pouco mais longa (quase 60 km) e curtindo belas paisagens, siga pela SP125.


Clique no mapa (Mais opções) para ampliar e ver os pontos em destaque neste post sobre San Gimignano

No centro turístico de San Gimignano não é possível entrar com o carro, somente é permitido aos residentes e pessoas autorizadas. Aos turistas que se hospedarem no centro, o acesso é permitido para carga e descarga de bagagem.
Existem quatro estacionamentos bem estruturados, que cobram por hora, o N1 (Giubileo) ao lado da Piazzale Martiri Montemaggio, localizado na zona sul em frente ao portão principal, é o maior e o mais barato, e é possível estacionar mesmo sem reserva. Tem serviço de transfer, que percorre por todo centro histórico. Os outros estacionamentos são o N2 (Montemaggio), N2 (Bagnaia) e N4 (Bagnaia), zona norte, também com serviços de transfer.

Map of San Gimignano
Clique no mapa para ampliar e ver a localização dos estacionamentos e principais pontos da cidade
Há também os ônibus do município, pagando um pequeno valor, te leva para o centro histórico, e para quem for se hospedar no centro, a passagem é gratuita.
Indo de trem, saindo de Firenze, por cerca de 7,50 euros, vá até a estação Poggibonsi (12 km de San Gimignano), com baldeação. A viagem dura cerca de 1h 4min e o primeiro trem sai às 5:35, o último às 23:07, com cerca de 30 partidas por dia. Veja as opções de horários e os preços atualizados acessando o site da Raileurope ou da Trenitália.
Lá mesmo você compra o bilhete, por cerca de 2,50 euros, para o ônibus, nas lojinhas ou na revistaria. Na temporada tem ônibus a cada hora e a viagem leva entre 20 e 25 minutos. O primeiro sai às 6:05 e o último às 21:10. Para ter as informações de horários e preços atualizados, acesse o site da Tiemme.

Foto de thethqcom
Piazzale Martiri Montemaggio, ponto de chegada dos ônibus, ao lado do estacionamento N2 (Montemaggio)
Ali você pode optar por pegar um taxi, por cerca de 20 euros, e chegará em 10 minutos.
Na volta você tem que ir até a Piazza del Duomo e pegar o ônibus. Informe-se com o motorista da ida sobre os horários da volta.
Saindo de Siena, o trem também passa por Poggibonsi.
Se preferir ônibus, a mesma coisa do trem vale para ônibus. De Firenze (Via Santa Caterina, em frente a estação FS Di Santa Maria Novela), para  Poggibonsi.
A partir de Siena, em La Lizza, pegar o ônibus que passa em Poggibonsi, e depois seguir as mesmas instruções para o ônibus seguir a San Gimignano.
Também pode optar por comprar algum pacote de passeio, tipo bate-e-volta. Veja as opções no TicketBar, ou no CityDiscovery.

Foto de palazzoravizzait
Vista das torres de San Gimignano
Conhecendo a cidade
As quatorze torres que despontam no majestoso horizonte foram construídas por famílias nobres durante o século XII e XIII, quando a cidade prosperou graças a localização na rota de peregrinação do norte da Europa para Roma. Durante a idade média, foram registradas cerca de 72 torres, símbolo do poder das famílias nobres que as construíam. A peste de 1348 e o desvio no caminho dos peregrinos causaram declínio econômico da cidade mas a preservaram.
A cidade é patrimônio mundial da humanidade desde 1.990, e é a primeira cidade da província de Siena reconhecida como tal.
Atualmente apenas uma das torres, a Torre Grossa (54 m de altura), dá acesso ao Museo Cívico, está aberta para visitação, o ingresso custa 6 euros, são 360 degraus, a recompensa é a vista incrível dos campos de Chianti.

Foto de tuscanyco
Vista a partir da Torre Grossa
As vias San Matteo e San Giovanni, atravessam a cidade. No centro fica a Piazza del Duomo. Há muitas construções históricas, como o Palazzo Vecchio del Podestá (1239), cuja torre deve ser a mais antiga da cidade.

Foto de gligorescu
Via San Matteo
A Piazza della Cisterna, com um poço de água, marca o centro da cidade antiga, que parece ter saído de um livro de fábulas infantil.

San Gimignano - Itália
Piazza della Cisterna
A Igreja Collegiatta data do século XI, e seu interior está repleto de afrescos, incluindo a Criação de Bortolo di Fredi (1367) e Anunciação, de Ghirlandaio (1482).

Foto de gligorescu
Fachada da Igreja Collegiatta
Foto de blogarthistoryabroadcom
Afrescos da Igreja Collegiatta
Palazzo del Popolo, ou Palazzo Comunale, onde funciona a câmara do conselho da prefeitura desde a idade média, construído entre 1288-1323.

Foto de mikestravelguidecom
Palazzo del Popolo e a Torre Grossa
Foto de wwwsangimignanomuseiit
Pátio interno do Palazzo Comunale, que dá acesso ao Museu Cívico
Andar pelas ruelas, apreciando sua arquitetura antiga, cheias de história, belas cerâmicas coloridas, bons restaurantes.

San Gimignano, Itália
Rua típica de San Gimignano, em sua estrutura medieval
Foto de sienatourguidecom
Amostra das cerâmicas da cidade
Entre as especialidades gastronômicas estão o açafrão, salames e carne de caça (javali, faisão etc), e os queijos pecorino.

San Gimignano - Itália
Mesa típica de San Gimignano
San Gimignano - Itália
O famoso pecorino produzido na região
Não deixe de se deliciar com o mais famoso gelato, imperdível! A cidade tem gelaterias que já receberam diversos prêmios de melhor sorvete do mundo.

San Gimignano, Italy

Fotos de blogecuedu e de loveandlondoncom
Pegue a fila, vale a pena mesmo!!!
Também famoso em San Gimignano, produzido na região, considerado o melhor vinho branco da Itália, o Vernaccia di San Gimignano.

Foto de oddbacchuscom
Vinho Vernaccia di San Gimignano, considerado o melhor vinho branco da Itália
Onde ficar
Há diversas opções de hospedagem em San Gimignano e nas redondezas. Você pode escolher a mais adequada no Booking.com.
Uma sugestão é a Fattoria San Donato, que além da hospedagem, proporciona a degustação dos vinhos produzidos por eles. uma comida deliciosa, numa atmosfera bem legal.
Se estiver de carro e tiver escolhido o caminho com belas paisagens da SP125, poderá hospedar-se no Hotel Certaldo, mais requintado e nem por isso mais caro. Vale conferir.

Foto de bed-and-winecom
Sugestão de hospedagem próximo a San Gimignano
Para mais informações sobre a cidade e suas atrações, acesse o site oficial de San Gimignano, ou do Tripadvisor, se quiser ver opiniões de outros viajantes.

Quanto tempo ficar
Em geral, um dia é o suficiente para visitar as atrações da cidade. Se você quiser curtir um pouco mais o sossego, a gastronomia e enologia do lugar, aí fica a critério de cada um. Mas veja se essa foto noturna inspira...

San Gimignano, Italy
Vista noturna da Piazza della Cisterna
San Gimignano foi cenário do filme Chá com Mussolini. Mas seu charme vai mais além e a visita vale super a pena!!!

San Gimignano - Itália
Vista dos campos da Toscana desde a Rocca di Montestaffoli, San Gimignano

Arrivederci!!!


Veja também      

    Contando um pouco da cidade, como chegar, onde ficar e como explorá-la.

    Catedral Santa Maria del Fiore, explorando esse magnífico símbolo renascentista italiano.

    Basílica San Lorenzo e Capela dos Médici, apreciando suas obras e beleza.

   Explorando a belíssima região toscana

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Toscana - Itália

Toscana, Itália
Explorando a belíssima região da Toscana na Itália. Suas principais cidades, suas videiras, o vinho Chianti, as incríveis paisagens e mais


Foto de wwwclacrideiascombr

Toscana é uma das regiões da Itália, situada ao centro-norte da bota. A região é habitada por cerca de 3,7 milhões de afortunadas pessoas. Sua capital é Florença (Firenze).

Florença - Itália
Florença, capital da Toscana
Famosa por sua arte, história e paisagens, a Toscana é a região onde o passado e o presente se encontram em harmonia. Cidades no topo das colinas, muitas cercadas por muralhas etruscas, parecem vigiar os campos a seus pés. Seus lindos palácios evidenciam a riqueza da região, enquanto as construções medievais das prefeituras mostram uma longa tradição de democracia e autonomia política.

Foto de Marco Ramerini
Muralha etrusca na estrada provincial Pisana - Volterra
São muitas as opções de passeio pela Toscana, e é muito difícil escolher, pois não tem uma que a gente não queira fazer. Na verdade, para quem curte belas paisagens e lugarejos pitorescos, dá para passar muitas férias por lá.

Então, a primeira alternativa é escolher entre os passeios de excursões, muitos do tipo bate-e-volta, ou agências. Neste caso, procure um programa que mais agrade entre o TicketBar, ou o CityDiscovery (pesquise por Florença), ou Tripadvisor, ou qualquer outro que conheça.

A segunda alternativa, a mais indicada pela grande flexibilidade que dá, é alugar um carro e rodar pela Toscana. Só nesse caso você vai conseguir ver e fotografar a sequência de imagens que vai ver no post. Mais que isso, vai poder escolher onde ficar, onde se demorar mais, onde degustar um bom vinho, ou mesmo ser convidado por algum local para um belo almoço caseiro. Foi o que escolhemos. Então, confira as opções no site da Rentalcars, e a dica é escolher um carro pequeno, se for possível, pois poderá parar em qualquer canto e andar por estradinhas mais estreitas.


Mapa com trajeto sugestivo, sempre evitando as autoestradas para desfrutar das belas paisagens. Clique no mapa e interaja de acordo com suas preferências

No coração da Toscana, as estradas rurais, por sua vez, podem ser lentas e sinuosas, você poderá apreciar uma das mais belas e inesperadas paisagens que variam, passando pelas montanhas espetaculares dos Alpi Apuane, assim como as suaves colinas de Chianti.

Foto de wwwspiceuptheroadcom

Toscana, Itália

Toscana, Itália

Na Toscana rural, entre vinhedos, oliveiras e ciprestes, despontam aldeias e casas de fazenda, além das mansões tipo vila e castelos fortificados, que simbolizam os violentos conflitos que devastaram a região durante a Idade Média, a impressão é que o tempo parou.

Toscana - Itália

Toscana, Itália
  
Toscana, Itália

Toscana, Itália

Vários castelos e mansões foram construídos para os Medici, os grandes patronos do Renascimento, que financiaram cientistas eminentes como Galileu Galilei.

Toscana, Itália

Toscana, Itália

Entre Firenze e Siena, passa a Via Chiantigiana SR 222 - Rota do Vinho.

Toscana, Itália

Toscana, Itália

Toscana, Itália

Há dezenas de vinícolas e a maioria oferece ao turista uma deliciosa degustação, vinhos, grapas e queijo pecorino (feito de leite de cabra) ali produzidos para venda.

Toscana, Itália

Toscana, Itália

Também há muitos mirantes que são perfeitos para fotos, descansar e apreciar a beleza única da Toscana.

Toscana, Itália

Toscana, Itália


No caminho são tantos caminhos e vilarejos encantadores que não dá pressa.

Foto de wwwitaliaviagemcom

Foto de wwwabcturcombr

Toscana, Itália

Alguns vilarejos de destaque na região da Toscana são: Pienza, cidade do Papa Pio II; Montepulciano, fortaleza medieval que serviu como cenário para o filme "Lua Nova", da saga Crepúsculo; Montefollonico, pequeno vilarejo que recebe com frequência visitas ilustres; Torrita de Siena, com seus campos repletos de vinhas e fazendas, produzem o famoso queijo pecorino; e tantos outros.

Uma dica importante para fotos é o horário. As melhores fotos da Toscana são feitas bem cedinho, e depois as feitas no pôr-do-sol. Por isso, hospede-se nos vilarejos da região e saia bem cedinho. Veja as opções de hospedagem no Booking ou no Hostelsclub ou no Tripadvisor e deleite-se.

O passeio pede quanto mais tempo melhor, contudo, pelo menos 2 ou 3 dias para curtir as paisagens e os vilarejos.

Pegue a estrada e boa viagem!!!

Arrivederci!!!

Veja também      

    Contando um pouco da cidade, como chegar, onde ficar e como explorá-la.

    Catedral Santa Maria del Fiore, explorando esse magnífico símbolo renascentista italiano.

    Basílica San Lorenzo e Capela dos Médici, apreciando suas obras e beleza.

    Visitando a belíssima cidade medieval