Mostrando postagens com marcador dicas de viagem. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dicas de viagem. Mostrar todas as postagens

Salamanca, Espanha | Dicas de viagem, entre os melhores destinos de turismo, destacando sua catedral e a quarta universidade mais antiga do mundo

Salamanca, Espanha

Salamanca, na região de Castela e Leão, abriga a quarta mais antiga universidade do mundo, tem uma arquitetura belíssima e muita história

Vista da Catedral de Salamanca, Espanha
Salamanca é uma cidade universitária, a melhor vitrine da arquitetura renascentista e plateresca da Espanha.

Universidade de Salamanca, Espanha
Salamanca localiza-se a cerca de 220 km a noroeste de Madrid, na região de Castela e Leão (Castilla y León).


Clique em Mais opções para ampliar o mapa e ver mais detalhes

Como chegar
Tendo como referência Madri, você pode alugar um carro e seguir a rota do mapa acima.

Privilégio da viagem de carro é a vista dos campos de canola na estrada, próximo a Salamanca, Espanha
Também pode, partindo do aeroporto de Barajas em Madri, usar os serviços da Avanzabus. Ela faz o trajeto direto para Salamanca em confortáveis ônibus.

Ônibus para Salamanca saindo de Madri
Também pode ir de trem, partindo do aeroporto de Barajas, T4 em Madri, e trocando na Estação Chamartín, chega a Salamanca em pouco menos de 3 horas de viagem. Consulte as opções de preços e horários na RENFE.

Trem no aeroporto de Barajas, Madri
Onde ficar
Nossa sugestão para hospedagem em Salamanca é o Hotel Puente Romano, bastante agradável e com uma vista incrível da cidade.
Lá você pode deixar o carro e passear por todos os pontos turísticos de Salamanca à pé.

Vista do Hotel Puente Romano, Salamanca - Espanha
Gastronomia

A gastronomia de Salamanca destaca-se de forma especial por seus produtos a base de carne, com rebanhos criados em prados e pastagens. O porco é o mais apreciado.


O famoso Hornazo de Salamanca, é uma torta típica recheada com vários produtos a base da carne de porco: presunto, lombo, chouriço e ovos.



Hornazo, prato típico de Salamanca - Espanha
Originalmente, o prato típico apreciado por pastores se projeto na "Segunda Feira das Águas", uma festa tradicional na província de Salamanca, que acontece todos os anos, sempre na segunda-feira após a páscoa.


Dentre tantos outros pratos, os Chanfaina e a Carne Morucha, também muito apreciados em Salamanca.

Carne de Morucha - prato típico de Salamanca


Chanfaina - prato típico de Salamanca
O famoso e delicioso Jamon Ibérico da região de Guijuelo, município da província de Salamanca, de grande qualidade e prestígio por estar a mais de 1.000 metros acima do nível do mar, com seu clima de temperatura seca, que os entendidos dizem ser o clima ideal.

Jamon Ibérico de Salamanca


Loja de Jamon Ibérico numa rua de Salamanca

A cidade

Registros arqueológicos indicam que Salamanca já era habitada desde o primeiro milênio antes de Cristo, e atualmente tem cerca de 145 mil habitantes.

Na história da Espanha, juntamente com outras províncias do centro, teve grande influência na língua, religião e cultura do país.

Vista noturna da Puente Romano e da Catedral de Salamanca
Salamanca preserva algumas das mais magníficas obras arquitetônicas espanholas.
Seu centro histórico foi decretado Patrimônio Histórico da Humanidade desde 1988.
Em Salamanca está a Plaza Mayor, construída no século XVII, por Felipe V, para agradecer o apoio dado durante a Guerra de Sucessão Espanhola.
Com edifícios e arcadas que cercam a praça está a Prefeitura em estilo barroco, e o Pavilhão Real, de onde a família real assistia os eventos ocorridos na praça.

Plaza Mayor, Salamanca - Espanha
Salamanca é uma cidade encantadora, uma das cidades espanholas mais ricas em monumentos da idade média, conhecida como a "Cidade do Ouro", por ser rica em arquitetura, religião e cultura gastronômica. Conheça mais sobre a cidade no site oficial de Salamanca.

Vista noturna da Plaza Mayor, Salamanca - Espanha
Começamos nossas descobertas dos encantos de Salamanca pela ponte do rio Tornes, construída pelos romanos no século I DC, que mantém apenas 15 dos seus 26 arcos originais. Dela se tem uma bela vista da cidade.

Vista para a cidade de Salamanca através da Punte Romano
Salamanca, com seus monumentos belíssimos, é uma cidade alegre e movimentada, com muitos jovens estudantes.

Salamanca, Espanha
Salamanca é a cidade da Espanha com maior número de estudantes estrangeiros, atraídos pela Universidade de Salamanca, do século XIII, uma das mais antigas universidades do mundo.

Universidade de Salamanca, Espanha
No centro da sua fachada um medalhão entalhado em alto relevo, que retrata os Reis Católicos, Fernando e Isabel.

Detalhe Medalhão de Isabel e Fernando na Universidade de Salamanca
Em frente fica uma estátua do Frei Luís de León, que lecionava teologia. No interior, sua antiga sala se mantém no estilo original.

Frei Luis em frente Universidade Salamanca
A famosa biblioteca da Universidade de Salamanca, Espanha
Afresco na Universidade "O Céu de Salamanca"
No próximo post, vamos visitar a Catedral de Salamanca e outros belíssimos pontos da cidade.

Hasta luego!

Veja também     

 Os maravilhosos moinhos que inspiraram Dom Quixote de la Mancha.


Paris, França | Dicas de viagem, um dos melhores destinos turísticos, Cidade Luz, numa visão geral desta que é uma das cidades mais visitadas do mundo

Paris, França 

Paris, Cidade Luz, uma visão geral desta que é uma das cidades mais visitadas do mundo

A Torre Eiffel, marco e símbolo mais conhecido de Paris
Paris, a capital da França, localiza-se na região da Île de France e conta com pouco mais de 2,2 milhões de habitantes, chegando a quase 12 milhões em sua região metropolitana, a Grande Paris.

O Museu do Louvre, um dos maiores e mais famosos museus do mundo.
As origens de Paris estão na Île de La Cité, ilha em forma de barco no Rio Sena, primeiramente habitada pelas tribos celtas no século III a.C. Uma das tribos, a dos Parisii, deu nome à cidade. 

Gran Palais, um marco arquitetônico da cidade de Paris.
A ilha, fácil de ser defendida, fica num cruzamento de itinerários fluviais e comerciais entre o norte e o sul desde a época da Gália, aspectos que favoreceram o crescimento e desenvolvimento da cidade, tornando-a poderosa ao longo da história.

Um dos belos cruzamentos do Rio Sena com os fundos de Catedral Notre-Dame em Paris

O primeiro povoamento conhecido de Paris é da cultura chasseana (entre 4.000 e 3.800 a.C.), sobre a margem esquerda do antigo braço do Rio Sena.

A religião era um aspecto importante na vida dos celtas. Sua arte pré-histórica demonstra rituais e religiosidade.

Sacre Coeur, Paris
A cidade rejuvenesceu em meados do século XIX, quando demoliram as ruas sujas e apinhadas da parte medieval e construíram uma capital ordenada e bem ventilada, com padrões geométricos de avenidas e boulevares. 

Conciergerie, foi uma prisão famosa e uma das belas vistas de Paris 

Os romanos, os francos e os reis capetos expandiram a povoação dos séculos para formar o núcleo de hoje, que nos retratam Paris com belíssimos monumentos.

O grandioso Palácio de Versailles, próximo a Paris e destino obrigatório para o turista

Paris é o orgulho do país, e conta com intensa atividade intelectual, assunto muito sério na França, onde escritores, intelectuais, artistas e criadores de moda gozam de elevado prestígio.

Estação do metrô do Museu do Louvre em Paris

A arte e a literatura de vanguarda, bem como a arquitetura moderna contam com forte apoio da França, desde as ousadas realizações arquitetônicas às mais polêmicas construções. 


A imponente Opéra Nacional de Paris Garnier
Paris ostenta o título de Cidade Luz. 
Um das teses diz que leva esse título porque em 1.667, quando a cidade vivenciou uma explosão de violência urbana, por precaução, o general da polícia na época, Gilbert Nicolas de La Raynie, levou todos os criminosos para iluminar com tochas as ruas de Paris à noite.

A belíssima Pont Alexandre III em Paris
Outra teoria diz o título seria graças aos pensadores do século XVIII, época do iluminismo, destacando alguns intelectuais como Diderot, Voltarie, Montesquieu e outros, originando o título de "Paris, a Cidade Luz".

Belíssima e sempre imponente Torre Eiffel em Paris
Paris também tornou-se a Cidade do Amor. Ao longo de décadas vários escritores escolheram Paris para escreverem seus romances adocicados.

Símbolo do amor em Paris
Paris, principalmente à noite, proporciona algumas das visões mais românticas do mundo, com jardins, palácios, pontes, e ganhou até um mural do amor em Montmartre.

Mural do Amor de Monmartre em Paris
Hoje, Paris tende ser o coração da Europa Unificada, com seus refinados cafés, restaurantes para todos os paladares sempre servidos com muita arte, e muitos lugares belíssimos.
Se quiser saber mais detalhes dessa belíssima cidade, acesse Paris

Paris, França
É preciso conhecê-la, caminhar por suas ruas... e irá concordar que Paris é realmente a cidade que ilumina e estimula os apaixonados de qualquer idade.

Jardins de Luxembourg em Paris



Não esquecendo que Paris é a capital mundial da moda, você poderá encontrar muito mais que alta costura.
Em janeiro e julho de cada ano, aproveite suas liquidações, para comprar artigos franceses famosos no mundo todo.
A maioria das lojas fecham aos domingos, exceto no bairro Le Marais ou na Champs-Élysses.

Champs-Elysée a avenida mais famosa de Paris
Nos próximos posts iremos apresentar cada ponto turístico da Cidade Luz, com todos os seus encantos.



Á bientôt!


Veja também    

 Conheça Kientzheim, uma pérola na Alsácia francesa

 Château Villandry e seus exuberantes jardins

 Conhecendo o Mont Saint-Michel, um dos lugares mais visitados da França







Villandry, França | Château Villandry, único pelo seu exuberante jardim de verduras, legumes, especiarias e frutas

Villandry, França - Château e Jardins

Um château único pelo seu exuberante jardim de verduras, legumes, especiarias, frutas e flores

Château Villandry e seus jardins - Vale do Loire
A região do Vale do Loire foi recentemente incorporada ao Patrimônio Histórico da Humanidade. 
Marcada pelos magníficos Châteaux, que são palácios ou casas de campo da nobreza, que pontilham as margens do rio Loire e de seus afluentes, verdadeiras jóias pela arquitetura e beleza natural.

Châteaux de destaque no Vale do Loire - França
O Vale do Loire tornou-se o berço da explosão artística da Renascença Francesa. Hoje, esses châteaux são palácios suntuosos e seus jardins refinados, e estão entre as principais atrações da França.
A impressão que fica do vale é a de um despretensioso gosto pelas boas, belas e lúdicas coisas da vida.
Vista aérea de um dos vilarejos que margeiam o rio Loire e seus afluentes 
Como chegar
Partindo de Paris, você pode ir de carro, trem, ônibus ou excursão.
O Château Villandry fica a cerca de 260 km da capital francesa, uma viagem de pouco mais de duas horas e meia de carro, cortando paisagens belíssimas e com acesso a outros châteaux que ficam no caminho, como Chambord, Blois, Amboise etc.
Siga no sentido de Orleans pela A10 e depois em direção a Tours. De lá, siga pela A85 até Villandry.
Veja no site da Rentalcars as opções de aluguel do carro.

Clique em Mais opções para ampliar o mapa e ver mais detalhes

De trem, pegue o TGV, na estação Montparnasse em Paris para Tours. São cerca de uma hora e vinte de viagem.
Outra opção é partir da estação Austerlitz, num Intercity. Aí são cerca de duas horas de viagem.
Acesse o site da SNCF e veja todas as opções de horários e preços. Comprando do Brasil, será direcionado para o site da Raileurope.

Da estação de Tours até o Château Villandry, pegue a linha 117. São cerca de 55 minutos de viagem.
Acesse o site da Filbleu (só em francês) e veja as opções de horários e preços.

Estação de Tours no Vale do Loire, França
Outra opção é seguir de bike. Aliás, é um passeio que se pode fazer por todo o Vale do Loire. Os entusiastas podem ver as opções no site La Loire à Velo.

Trajeto de bicicleta 
Outra opção é pegar uma excursão desde Paris pelo Vale do Loire. Veja as opções no site CityDiscovery.
Qualquer que seja sua opção a certeza é que fará um passeio inesquecível.

Jardins do Château Villandry no Vale do Loire, França
Vamos apresentar o Palácio Villandry, terminado em 1536, e conhecido pelos seus três maravilhosos jardins que dominam o parterre decorativo.

Jardins do Château Villandry, Vale do Loire - França
O interior do Château Villandry é do século XVIII. Foi adquirido por Jean Le Breton no século XVI.
Os descendentes de Jean conservaram o Château até 1754, e a partir desse ano se tornou propriedade do Marquês de Castellane, que construiu dependências em estilo clássico, renovou seu interior nos conceitos atuais as do renascimento.
Château Villandry Vale do Loire, França
Em 1906, o Château Villandry foi comprado pelo médico espanhol, Dr. Joaquim Carvalho, salvando-o, pois encontrava-se a ponto de ser demolido, isolado por matas.



Joaquim e sua esposa Ann resgataram-o no início do século XX.  Restauraram o château e seus jardins, que podem ser admirados atualmente em plena harmonia com a arquitetura renascentista como no século XVI.

Entrada do Château Villandry, França
A entrada principal do Château Villandry é acessada através do pátio interno, o qual cercado em três lados por colunas elegantes galerias de arcadas.

Arcadas da entrada do Château Villandry, França
Château Villandry - França
Janelas ornadas com colunas decoradas, esculturas e os aposentos nos leva ao passado e ricamente decorados como na época.

Château Villandry, França 
Château Villandry, França
O Château Villandry possui um restaurante e café, também com mesas ao ar livre um lugar muito agradável.
Restaurante do Château Villandry, França
Na sua torre é possível ter uma vista incrível da área externa, de tirar o fôlego, o ponto alto do lugar.
A glória do Château Villandry são seus jardins, muito diferente de tudo que já vimos.

Jardins do Château Villandry, França
Uma reconstituição fiel do estilo renascentista do século XVI. Suas alamedas de tílias que formam o eixo central dos jardins.

Jardins do Château Villandry, França
Suas elegantes topiarias yew (arbusto de crescimento lento, próprio para topiaria) , cultivadas em padrões geométricos, com flores, hortaliças, ervas, parreiras de uvas e árvores frutíferas, uma profusão de cores e perfume.

Jardins do Château Villandry, França
Jardins do Château Villandry, França
Amplas alamedas, terraços, cercas vivas, estátuas e tanques, fortemente influenciados pela estética italiana. Os jardins em três níveis ligados por pérgolas e fontes.

Jardins do Château Villandry, França
Jardins do Château Villandry, França
O Jardim do Amor tem como tema o amor: o carinhoso "tendre"; o apaixonado "passionné"; o volúvel "volage" e o trágico "tragique". Estruturado com encantadores canteiros ornamentais em forma de chamas, borboletas, corações e espadas, simbolizando as diferentes manifestações do amor.

Jardins do Château Villandry, França
Jardins do Château Villandry, França
Abaixo do eixo central dos jardins fica o Potager ou Jardim da Cozinha, com mais de trinta espécies de legumes e verduras, com a renovação das culturas a cada dois meses. Lindas abóboras enfeitando os canteiros à espera do novo plantio, num colorido hipnotizante em perfeita sintonia. O grande contraste de cores e perfume, enchem os olhos e aguça o paladar.

Jardins do Château Villandry - Vale do Loire, França
Jardins do Château Villandry, França
No terraço superior fica o Jardim d’Eau ou das Águas. O seu lago mais parece ser um espelho gigante refletindo o céu, com um tanque que abastece com água o fosso e as fontes. Que paz caminhar por ele.
Jardins do Château Villandry, França
Jardins do Château Villandry, França
No terraço sul fica o Jardim d’Ornement, ou Ornamental, com belíssimas topiarias yew inspirados na música, com buxos em formas triangulares que representam instrumentos como liras e harpas.
Jardins do Château Villandry, França
Jardins do Château Villandry, França
Também convidativo, com uma tranquilidade peculiar, o jardim do Sol. O mais novo dos jardins do Villandry, inspirados nos desenhos deixados por Joaquim Carvalho, que descrevia como um espaço harmonioso e mais recluso, tem uma bela estrela de oito pontas.
Jardins do Château Villandry, França
Jardins do  Château Villandry, França
O jardim é composto por divisões. A zona das crianças é composta por macieiras e jogos.

Play no Château Villandry, França
A divisão das Nuvens conta com roseiras em forma de pequenas topiarias decorativas.

Jardins do Château Villandry, França
Tudo em perfeita sintonia distribuídos em uma área de cerca de 100.000 m² de jardim, com tabuletas espalhadas por toda área do jardim, explicando a história e significado de cada planta. Uma verdadeira aula!

Jardins do Château Villandry, França
Uma equipe de nove jardineiros trabalham na sua manutenção com mãos de fadas. Essa maravilha é para ser vista durante o ano todo.
Jardins do Château Villandry, França
O Château Villandry possui uma programação Cultural a cada temporada.
Para acessar sobre os horários, visitas e valores atualizados, visite o site oficial do Château Villandry.

Château Villandry, Vale do Loire - França
Toda a região é belíssima!
Você se sentirá num conto de fadas com histórias espetaculares, arquitetura, paisagismo e muito romantismo.
Caso queira hospedar-se na região consulte as opções no Booking.com.

Foi um passeio incrível! Inesquecível! Amamos os jardins.

Veja também    

 Conheça Kientzheim, uma pérola na Alsácia francesa

 Conhecendo o Mont Saint-Michel, um dos lugares mais visitados da França